Sure, resenha: O Começo de Tudo de Robyn Schneider

18:24:00


Search by images
Ezra Faulkner, personagem principal deste livro, era até então o típico garoto americano no colegial, capitão da equipe de tênis da escola, popular, namorado da garota mais popular do colégio, e claro indicado a rei do baile. Porém, um certo dia, saindo de uma das festas em que costumava frequentar, meio atordoado pois, acabará de ver sua namorada traindo-o. Dentro de seu carro, Ezra é atingido por um motorista, que foge logo após o acidente.
Ezra acaba com o pulso quebrado e o joelho faturado, e também com a notícia de que não poderia mais jogar tênis. E aí que o mundo gira.

O ex- capitão do time de tênis, tem de voltar pra escola, depois de tempos no hospital, e outros tantos se recuperando em casa. Sem a visita daqueles que se diziam seus amigos ele é obrigado a enfrentar sua nova realidade. É obrigado a descobrir quem na verdade ele era, já que agora tudo o que lhe definiu, não pode mais fazer parte dele.

E é assim, meio confuso, meio perdido, que Ezra se reaproxima de seu melhor amigo de infância, Toby, entrando assim em mundos muitos diferentes do que ele costumava frequentar. Na mesa dos nerds, Ezra acaba fazendo parte da aula de debates, e entrando em aulas avançadas, já que não podia praticar nenhum esporte. E nessa mesa Ezra conhece Cassidy Thorpe. Garota que Ezra se dá muito bem, por sinal.

Cassidy e seu lado misterioso, o jeito de garota perfeita que com certeza esconde um grande drama, remete muito a Alasca, (do Quem é você, Alasca de Jonh Green). Inteligente, e com ar de aventureira, fica impossível não se interessar por ela.

Ezra realmente cresce neste livro, onde ele tem de lidar com sua frustração de não poder jogar mais, e buscar em si mesmo, seu próprio eu. A busca de ser não o que queriam que ele fosse, mas sim, o que ele era de verdade.


O grande fato é, este é um livro que sem dúvidas eu recomendo. Algumas coisas nele, eu achei que não foram tão desenvolvidas, como o romance que acontece. Mas fora isso, considero este livro bom. Gostei muito dos personagens, (até mesmo de Cooper o cachorrinho de Ezra, que é um poodle velhinho, e que claro ganhou um grande espaço no meu coração), e principalmente do Toby, que mesmo depois de tanto tempo sem que Ezra e ele se falassem, recebeu Ezra de braços abertos. E claro foi impossível não gostar das metáforas, e as várias referências no livro, que são bem bacanas. Vale à pena ler. 




You Might Also Like

0 comentários

Converse com a gente ♥

recent posts