Sure, resenha: Os 13 Porquês de Jay Asher

15:00:00

SWHAB
"Os 13 Porquês" nos conta a história de Hannah Baker. A menina se suicidou e deixou sete fitas, cada uma contém duas pessoas que de algum modo levaram ela a fazer o que fez. Essas fitas só passam pelas mãos de quem as pertencem, e Clay Jensen é uma delas e não faz a menor ideia de porquê.
Pela narrativa de Clay que recebeu as fitas, escutamos Hannah e vamos acompanhando a trajetória de ambos. A história é ambientada em dois cenários, enquanto Clay percorre as ruas desnorteado escutando as fitas, Hannah vai nos apresentando sua história mesclando passado e presente.

Clay é um bom moço e até onde sabemos o único fato que liga Hannah a ele é que os dois estudavam na mesma escola, e que de alguma forma ela foi  seu primeiro amor. Mas será que é só isso?

A narrativa trás suspense e ás vezes um tom mórbido. Enquanto acompanhamos a história e vamos entendendo os motivos de Hannah ter tirado a própria vida o livro vai ficando mais denso. A tendência é que á cada fita que Clay escuta os motivos se tornem mais pesados.

Jay Asher soube brincar muito bem com a narrativa, e com o fato de sabermos de cara que Hannah suicidou-se e mesmo assim manter certo suspense sobre a história. Afinal, Clay parece ser um moço fofo, e mesmo assim as fitas foram enviadas pra ele. E é essa a "pegada" do livro. Nenhuma pessoa é o que parece ser, e nenhum acontecimento, mesmo inocente trás só consequências leves.

Apesar de pesado, o livro trás mensagens muito importantes, que devem ser passadas a todos e principalmente para os jovens. Ele enfatiza como cada atitude ou palavra nossa tem consequências na vida do outro. Como cada "brincadeira de mal gosto'' ou o bullying pode machucar alguém, e tornar a vida da vítima muito pior. Como todo ato nosso pode tomar proporções que não conseguimos controlar. E por isso o livro vai te fazer pensar melhor duas vezes antes de dizer algo maldoso sobre alguém ou espalhar fofocas.

"Os 13 Porquês" é um livro que mantém a curiosidade do leitor e faz refletir sobre tudo o que fazemos e dizemos para alguém. Por isso se você está precisando de uma reflexão boa, esse é um livro pra você.

E tem mais, se você quiser ouvir as fitas com as razões da Hannah na integra, em inglês, dá pra fazer isso nesse site.

P.S: Sim, isso é uma observação. Li muitas resenhas que diziam que Hannah fez tempestade em copo d'água. Só quero ressaltar uma coisa que é muito importante: Nós nunca sabemos qual é o tamanho da dor de uma pessoa. Não importa se o motivo dela não era tão grande assim (mas era). Cada pessoa é um indivíduo que sente as coisas de formas diferentes, de modo que uma coisa que doeu em mim pode não doer no outro. Então, se alguém ai está sofrendo por qualquer motivo que seja, grande ou pequeno, procure ajuda. Sempre vai haver alguém disposto a ouvir, acredite.  



You Might Also Like

4 comentários

  1. Estou louca pra ler esse livro faz tanto tempo.
    Mas sempre vou deixando para depois, mas minha meta para 2016 é lê-lo.
    Um beijo meninas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Mila!
      Ele é muuuuito bom e dá pra aprender bastante com ele!
      Um beijo, e obrigada pela visita! <3

      Excluir
  2. Interessante a resenha é muito importante a observação final. bs

    ResponderExcluir
  3. Paloma, adorei a resenha!
    Não li o livro e vi apenas alguns episódios no Netflix, a série não me agradou muito, mas fiquei curiosa em relação ao livro.

    Bjos, Bia

    http://www.leiturasecomidinhas.com.br/

    ResponderExcluir

Converse com a gente ♥

recent posts