Sure, resenha: Pensei que fosse verdade de Huntley Fitzpatrick

19:43:00


Gwen Castle nunca quis tanto dizer adeus a um lugar quanto quer agora. Apesar de morar nesse pequeno paraíso a beira-mar desde que nasceu, a ilha de Seashell tem sido uma verdadeira emboscada. Ela está numa situação das ruins: tentando esquecer os erros que cometerá no passado, e dentro de um presente que parece não querer deixá-la esquecer o que fez.

O verão está ai, e nossa mocinha vai tentar conciliar muitas emoções e descobrir que algumas coisas que pensou que fossem verdade não eram ou será que eram?




Gwen Castle tem alguns medos muito definidos. Filha de uma faxineira que trabalha para os veranistas, tudo o que mais teme é que o seu destino seja o mesmo. Ficar presa dentro daquela ilha, trabalhando para pessoas muito ricas sem nenhuma pretensão de um futuro bom.

Ela também tem medo de que seu passado volte a tona, um medo bem real, já que
Cassidy Somers o garoto rico da cidade grande com quem ela cometeu o maior erro de sua vida, aceitou um trabalho como o faz-tudo da ilha e está sempre perto dela deixando-a perturbada.




Se por um acaso esse enredo lhe pareceu um romance entre a filha da faxineira e o mocinho rico, esqueça. Não é bem assim.

Gwen não é só uma mocinha que teme que seu futuro seja menos do que ela espera. Ela faz parte de uma família um tanto bagunçada. Pais separados. Uma Mãe que dá um duro danado pra manter as despesas pagas. Um irmão muito fofo, que possui alguns problemas de saúde. Um avô que é um idoso amoroso e que vive atrás de trocas por coisas antigas. Nick, um primo que mora com eles e que sonha em fazer parte da guarda costeira.

Ela faz parte de uma família que junta tudo o que há de mais bagunçado. Isso faz da nossa protagonista uma adolescente muito madura e responsável que precisa trabalhar pra ajudar em casa e guardar dinheiro pra faculdade. E também torna essa narrativa muito mais rica do que um simples clichê romântico.




Nessa leitura acompanhamos a história de Gwen e seu passado conturbado com Cassidy. Somos envolvidos por grandes dramas familiares, muitas situações complicadas e claro, alguns romances no meio do caminho.

Pensei que fosse verdade, tem uma trama muito bem construída com personagens fortes. Como o outro livro da autora "Minha vida mora ao lado", ele segue a mesma linha. Não é uma leitura de grandes acontecimentos e com muita ação, mas sim uma história sobre cotidiano, crescimento, relações amorosas e familiares.

Ps: E aí gostaram? Não se esqueçam de deixar um comentário por aqui me contando o que acharam. Um beijo♥



You Might Also Like

4 comentários

  1. Acho que no fundo todo mundo que veio de uma família mais humilde (meu caso) tem medo de seguir o mesmo caminho, não que isso seja algo errado, mas sonhamos com mais!
    Achei a premissa da história bem interessante e fico feliz que não seja um clichê romântico e só! Acho que a história tem potencial :)
    Beijos!!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
  2. Oi, Pah, tudo bem?
    Esse é o ano que quero ler muitos livros como esse. Já fiz uma listinha e estou me organizando entre os livros jovens e os de feminismo rsrsrs
    Parabéns pela resenha :)
    Te desejo sucesso com o blog.
    Beijo,

    Hida

    www.blogdahida.com

    ResponderExcluir
  3. Eu amo livros nessa vibe, ainda mais no verão, parece que sinto necessidade de ler algo que se passa em áreas litorâneas hahaha adorei a resenha! ♥

    choveamoraqui.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Pa!
    Estou com o livro Minha Vida Mora ao Lado aqui em casa para ler e depois dessa sua resenha, pretendo começa-lo logo e depois tentar emendar nesse aqui haha
    Já tinha visto algumas resenhas do livro, mas nunca tinha me chamado atenção de verdade... Agora quero tentar a leitura :)
    Beijinhos

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir

Converse com a gente ♥

recent posts